O que é ter autoestima?

O que é ter autoestima?

A autoestima tem uma relação imensa com como nos vemos no mundo e com a imagem que transparecemos nas várias funções da nossa vida.

Olhando ao redor, vemos tantas coisas que afetam as pessoas, deixando-as para baixo, achando que nada está bom e que ninguém gosta delas e, ainda, que elas não têm nada de interessante a transmitir. Como bem sabemos, essas sensações colocam a pessoa num vazio e aquela sensação de que todos estão caminhando, menos elas.

Esta é sim uma questão ligada à autoestima, que não pode ser baixíssima, nem altíssima, mas equilibrada.

Eu afirmo a você: não acredito que hajam pessoas com alguma baixa autoestima, pelo contrário, todos nós temos uma super autoestima! Espantoso? Não! Nós nos achamos o máximo, somos tão maravilhosos que o que nos chateia é que as outras pessoas não percebem essa maravilha que nós somos e, quando elas não percebem essa nossa magnitude, a gente fica triste, não por causa de baixa autoestima mas porque não somos reconhecidos tal qual nos imaginamos ser.

É claro, quando eu ‘super autoestima’, há também um exagero de quem somos e nem sempre fazemos jus de nossas ações para isso. Muitas vezes não há uma compatibilidade entre o que achamos de nós e que os outros veem em nós. O que elas conseguem ver de nós e exatamente o que falamos e fazemos, nada mais… elas não conseguem ver o que sentimos e pensamos.  O que está à vista são as nossas ações!!!! Portanto, olhe você para suas ações para saber exatamente o que é você faz, assim você vai poder perceber qual é a sua real estima em relação aos seus feitos.

Olhar para nossos feitos com observação é utilizar a lente da realidade, achando o máximo ou não. Isso é importante porque como somos encantados por nós mesmos achamos tudo o que fazemos uma maravilha, uma coisinha de nada se transforma em algo magnífico. Mas não é assim que o outro nos vê e sem esse “reconhecimento” vem sensações de tristeza e até injustiça, saindo da supervalorização para uma total desvalorização. Este é o momento de achar que a estima está baixa.

Pensemos juntos…

O que faz uma pessoa se achar muito mais do que aquilo que realmente é ou se achar muito menos do que aquilo que realmente é?

O que exatamente deveria acontecer para que você nem se supervalorizasse e nem se inferiorizasse demais?

Seria o reconhecimento exato da sua potência, das suas qualidades, nem mais nem menos. Seria ser aquela pessoa que tem uma lente da realidade para consigo mesmo, poder ver os seus pontos fortes e os seus pontos fracos, que são o que são, pois todos nós temos as nossas qualidades e as nossas não qualidades, o nosso melhor e o nosso pior. É disso que somos compostos.

Na hora que você começa a ter o senso de realidade para si mesmo começa a perceber exatamente como você é, sem exaltação nem inferiorização, mas com a sua estima equilibrada. Este é o momento de ser uma pessoa com uma boa estima, aquela que nem se infla com os elogios e nem se detona com as críticas.

Teve algum insight? Tem alguma dúvida? Comente aqui embaixo!!

Responder